Turismo atual na Croácia

27 Jun. 20
Turismo atual na Croácia

A Croácia é um país que recebe milhões de turistas por ano.

Todos eles ficam encantados com a história, cultura, diversidade natural, praias de pedrinhas com o mar cristalino. Em 2019 o país foi visitado por 20 milhões de turistas (croatas e estrangeiros) que dormiram exatamente 108 milhões de vezes. Neste momento temos por volta de 300 mil turistas no país inteiro, ou como o nosso ministro de turismo diz: 26-27% do ano passado. A previsão era que seja 30%, mas considerando a situação, estamos positivamente surpreendidos com cada turista. O número de turistas varia entre as regiões, assim por exemplo as regiões no norte têm 50% de número do ano passado, enquanto no sul chega a apenas 10%. O motivo disso é simples: o sul depende de vôos internacionais, que no caso de Dubrovnik começaram só esta semana. ️

Vejam aqui as informações mais novas sobre a situação de Covid-19 na Croácia.

Ainda estamos limitados para os países da UE, que hoje listou mais 15 países de fora, recomendados aos estados-membros a serem permitidos a entrar a partir de 1 de julho, mas entretanto a Croácia introduziu novas restrições para os países vizinhos que têm um aumento de casos e de onde começaram a ser introduzidas novas infecções.

A Croácia está passando por um período novo de 50 a 90 casos por dia (a grande parte dos infectados são jovens assintomáticos), mas o número total ainda não é alarmante. Neste momento temos 2624 casos confirmados, 2152 recuperados, 107 óbitos - 368 casos ativos. Em Dubrovnik por mais de 40 dias não tivemos nenhum caso, depois apareceram dois novos, por enquanto os únicos infectados na região.A previsão da Proteção Civil é que em duas semanas consigamos chegar aos números baixos como nas semanas passadas. Há-de estar atento.

Como a situação ainda é considerada boa por vários parâmetros, é visível certo número de croatas que têm muito interesse em conhecer os destinos que sempre eram caros para o nosso padrão. A surpresa são muitos iates luxuosos que encheram os portos croatas, que finalmente podem cumprir o objetivo da viagem dos donos: curtir as cidades vazias, sem serem reconhecidos. À procura da zona corona-free, que a Croácia se apresenta, a previsão é que vai ter cada dia mais iates e que o turismo náutico vai recuperar primeiro.⚓

Então, o senhor COVID-19 com certeza está causando dores de cabeça para a indústria de viagens, mas vai se recuperar em algum momento. O mais importante agora é ficar responsável - quando esta ameaça mundial acabar, as férias sob o sol croata, molhando os pés no Adriático... são garantidas.

Update: 26 de julho de 2020

Sabiam que a Anitta veio visitar Hvar um dia depois da nossa saída da ilha? Infelizmente não vamos tomar aquele café que falamos, mas no Instagram surgiu uma dúvida: como é que ela entrou na Croácia?

Como as minhas colegas e eu ultimamente temos recebido muitas perguntas sobre a entrada dos brasileiros no país, surgidas depois de algumas notícias na imprensa brasileira, trago-lhes as informações do site do governo croata, atualizadas ontem.
Lá diz que os residentes da UE (independentemente de nacionalidade), do espaço Schengen e os países associados a Schengen, os membros de família deles e residentes dos terceiros países com o visto de longa duração, podem entrar LIVREMENTE sem precisar de realizar a quarentena de 14 dias. Nesse caso, precisam preencher um formulário no site Enter Croatia e mostrá-lo na chegada.
A proibição temporária de entrada na Croácia é para os terceiros países de onde podem entrar só com o motivo válido. Entre outros motivos (saúde, trabalho, trânsito,...), menciona-se também o turismo.
Esses passageiros podem entrar na Croácia sem a obrigação de isolamento mediante apresentam um teste negativo para SARS-CoV-2, feito dentro de no máximo 48 horas (a partir do momento do teste até a chegada à fronteira). No caso contrário, têm a obrigação de 14 dias de quarentena até que não façam o teste na Croácia, por conta própria.
Em nenhum momento menciona-se especificamente o Brasil como li em alguns sites, por isso enviei e-mail para dois ministérios para tirar a dúvida e ter a informação correta. Estou aguardando a resposta.?
Concluindo: por enquanto acho melhor não reservar nada e seguir acompanhando as restrições tomadas em toda a UE cada duas semanas. Sei que parece ser um momento único para aproveitar os destinos vazios, mas não antes de ter todas as informações claras.

Obs.: não estou encorajando o turismo transatlântico, mas dando informações oficiais devido ao aumento de interesse em viagem para a Croácia.

Deixe o comentário:
 All works