2 lugares únicos em Lisboa

04 Dez. 18
2 lugares únicos em Lisboa

O museu mais encantador e o museu mais louco

Imaginem quanto me apaixonei pelo Carmo e quanto me surpreendei com o MAAT quando decidi fazer um post separado.

GOPR8982

Convento do Carmo

Para quem não conhece, trata-se da famosa igreja sem o teto que com o teto que ficou destruído no terremoto de 1755 não teria o mesmo charme que tem agora. Acredito que é importante saber escolher o horário para visitar para evitar a multidão que se vê nas fotos. Por isso acho que nós acertámos deixando o Carmo para o final da tarde. Fomos na hora azul quando o Convento fica ainda mais especial. Passámos lá uma hora, apreciando cada pedra.

G1258949

A construção da igreja do Carmo dana ao ano de 1389, impulsionada pelo desejo e devoção religiosa do seu fundador, o Condestável do Reino, D. Nuno Álvares Pereira. Construída sobre a colina fronteira ao castelo de S. Jorge, pela sua grandeza e monumentalidade, rivalizava com a Sé de Lisboa e com o Convento de S. Francisco.
A igreja e o convento receberam vários acrescentos e alterações ao longo dos tempos, adaptando-se a novos gostos e estilos arquitectónicos e decorativos, transformando-se numa das construções mais ricas e poderosas de Lisboa. Em 1755, o terramoto provocou graves danos no edifício, agravados pelo subsequente incêndio que destruiu quase totalmente o seu recheio. No ano de 1756 iniciou-se a sua reconstrução, mas em meados do século XIX, imperando o gosto romântico pelas ruínas e pelos antigos monumentos medievais, optou-se por não continuar a reconstrução do edifício, deixando o corpo das naves da igreja a céu aberto. As ruínas do Carmo transformaram-se, assim, num memorial do terramoto de 1755.

G1258959

O Convento contém o Museu Arqueológico do Carmo, fundado em 1864 como o primeiro museu de Arte e Arqueologia do país. O museu conta importantes colecções de arte e arqueologia de diferentes proveniências, entre as quais se destacam a colecção de epigrafia romana, a colecção de cerâmicas e múmias précolombianas.
Ao longo de mais de um século de existência e de serviços prestados à comunidade científica e ao grande público, o Museu Arqueólogo do Carmo, permanece envolto na sua “aura romântica”, oferecendo um espaço de fruição estética, de cultura e contemplação, em plena baixa lisboeta.

GOPR8983

MAAT

Dá para imaginar um lugar com a arquitetura moderna dentro da antiga Central Tejo, onde o lixo faz o jogo de sombras, onde entra pela porta do banehiro portável para a coleção que parece os vestígios de alguma guerra ou briga entre marido e mulher, onde tem o próprio cinema, cuja visita termina com um dos melhores mirante em Belém? Isso tudo é MAAT - Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia, a nova proposta cultural para a cidade de Lisboa. Este museu cruza três áreas num espaço de debate, de descoberta, de pensamento crítico e de diálogo internacional. Foi desenhado pelo atelier de arquitetura Amanda Levete Architects, e lembra muito ao Museu de Amanhã no Rio de Janeiro.

G1549304
A programação do MAAT começou em 2016 com a apresentação de quatro exposições em salas renovadas do edifício da Central Tejo. O MAAT oferece um novo impulso cultural e paisagístico à cidade de Lisboa. A diversidade de programas e de espaços tornam-no num importante ponto no roteiro cultural da cidade. Uma proposta pensada para todos os públicos, para todas as idades. Pois, não justamente todas porque tinha algumas instalações com as cenas nuas que passei rapidamente com o filho.:)

G1559325
Para concluir, este lugar superou as minhas expectativas e com certeza ainda não tem a fama que os seus vizinhos do mesmo bairro. Por isso, aproveitem e visitem esta pérola escondida. 

Nota: Toda a nossa viagem ficou registrada nos destaques no Instagram @dubrovnik_em_portugues, que contém todas as dicas! 

Deixe o comentário:
 All works